Torpedo

Torpedo é sinônimo de SMS no Brasil (Serviço de mensagens curtas / Short Message Service). Criada e difundida pela Rádio Jovem Pan à partir de 1997, a marca Torpedo tornou-se o nome usado pelos brasileiros para mensagens enviadas por telefones celulares. Após a privatização do setor de telecomunicações em 1998, a Gradiente comprou o nome Torpedo para chamar os serviços de SMS dos celulares fabricados desde 2000 e em seguida a empresa Claro, na época BCP, tornou-se legalmente licenciada para comercializar torpedos desde 2002 consolidando de vez a penetração do nome torpedo no Brasil.

 

Em outubro de 2013 a busca por Whatsapp ultrapassou a busca por Torpedo uma vez que as pessoas passaram a poder enviar mensagens de celular para celular por um serviço totalmente grátis, o Whatsapp. Hoje em dia poucas pessoas enviam torpedos quando comparadas ao número de usuários do Whatsapp e os torpedos são fortemente utilizados por empresas para envio de propagandas e para comunicação como avisos de consultas médicas, confirmações de cadastros em sites, redefinições de senhas, etc. Dessa forma, atualmente o usuário de celular tem recebido mais torpedos do que enviado, mas nosso nome permanece em seu vocabulário caracterizando o serviço de SMS presente em todos os dispositivos de telefonia móvel.  

É claro que sem a forte divulgação das empresas de mídia, fabricantes de celulares e operadoras de telefonia móvel, nosso nome Torpedo não teria caído em domínio público, mas além disso contamos também com a afinidade com a língua portuguesa, com o latim e com a linguagem popular brasileira, onde torpedo também significa arma de submarino e em alguns locais ou épocas bilhete enviado por alunos em sala de aula, estando todas essas informações correlacionadas como bem mostra a matéria publicada em 31 de julho de 2020 pela revista Veja: "Como o torpedo saiu do oceano para explodir no celular".

OFERTA DE VENDA DA TORPEDO

Nós da empresa Torpedo Licenciamento, Mídia, Publicidade e Participações Ltda, detentora da marca Torpedo e deste domínio torpedo.com.br, nos orgulhamos de promover a  manutenção dos contratos de licenciamento da marca que se encontra no terceiro decênio de concessão junto ao INPI. É uma pena que algumas empresas grandes, algumas com lucro anual na casa dos bilhões de reais prefiram usar nosso nome sem o devido licenciamento. No entanto temos uma política de boa vizinhança e nunca entramos ou sofremos se quer um único processo na justiça embora tenhamos notificado a Rede Globo e as operadoras não licenciadas do uso indevido de nosso nome além de oposições administrativas a centenas de tentativas de registros desde 1999. Estamos colocando a Torpedo a venda e acreditamos que possamos atrair interessados com os seguintes perfis:

Operadoras de telefonia móvel: sendo as empresas que mais utilizam torpedos, dois benefícios são inquestionáveis: A) seus departamentos de marketing, de propaganda, de comunicação com o cliente, de edição, de impressão, de engenharia, de cobrança, de tarifação, etc. poderiam utilizar livremente o nome torpedo sem precisar consultar seus setores jurídicos ou se engessar a poucas palavras compostas por mais de uma palavra além de torpedo duvidosamente permitidas. Na prática as operadoras que usam o nome indevidamente não se restringem apenas aos nomes compostos a elas concedidos, bastando consultar seus extratos de contas, sites, folhetos, propagandas, etc.: B) Outro grande benefício seria a prevenção de que nunca correriam o risco de serem cobradas de royalties e indenizações retroativos, atuais e futuros por uso indevido de torpedos. Também nunca correriam o risco de terem que se abster do uso do termo torpedo em prejuízo diante de um concorrente. C) Adicionalmente o terceiro benefício é opcional, impedir a concorrência de utilizar o termo torpedo podendo inclusive cobrar royalties e indenizações retroativos, atuais e futuros.

Empresas de mídia: emissoras de televisão, rádios, agências de publicidade, propaganda e marketing, ou qualquer empresa que trabalhe com sorteios, propagandas ou sistemas de comunicação via SMS.

Fabricantes de celular: para nomear os serviços de mensagens de seus aparelhos. 

Advogados, empresários, investidores: segundo advogados e especialistas em marcas e patentes, um escritório de direito ou um investidor que queira apostar na torpedo deverá abrir o primeiro processo judicial por uso indevido do nome. Pode sair acordo, mas não saindo, ao fim do processo, após aproximadamente dez anos, em terceira instância, um juiz determinará o direito ao uso exclusivo do nome torpedo ou não. Caso o investidor tenha sucesso poderá à partir de então cobrar os devidos royalties e indenizações retroativos, atuais e futuros de todos usuários indevidos que desejar. Quando há um grande número de tentativas de registros de um mesmo nome no INPI é de costume que sejam concedidos erroneamente alguns registros conflitantes que podem ser cancelados por via judicial ou via administrativa após êxito judicial contra algum usuário. Até outubro de 2020 constam 331 solicitações de registros contendo o nome torpedo no INPI tendo sido a grande maioria negada, contestada, arquivada ou extinta com exceção de aproximadamente 16 registros de operadoras com datas de depósito posteriores ao nosso na mesma classe 38:10 referentes a serviços de telecomunicações, comunicação, publicidade e propaganda, sendo todos compostos pelo termo torpedo e adicionados de outro ou mais termos. Nota-se também que cabe processo indenizatório ao INPI (órgão federal) que além de conceder alguns nomes compostos aceitou indevidamente o pedido de caducidade da Vivo e negou a manifestação da Torpedo trancando qualquer possibilidade de receita por quase dez anos até agosto de 2018 quando o próprio INPI voltou atrás, admitiu seu erro e proveio o recurso da Torpedo reformando a declaração de caducidade e consolidando a validade do registro que encontra-se em vigor. 

Oferta de Venda da Torpedo - Saiba mais!

Torpedo Grátis

Siga

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon